A Empresa / Informações

Conheça melhor o GLP - Gás Liquefeito do Petróleo

O GLP é composto basicamente de 30% de gás Butano e 70% de Propano - e uma vez que, o gás é inodoro, é adicionado ao GLP, o mercaptano, cujo produto, tem como objetivo proporcionar o cheiro do gás, para que o usuário possa detectar eventuais vazamentos.

É importante ressaltar que a Petrobrás distribui para as companhias o gás já refinado, ou seja, o gás já sai da Petrobrás em forma de GLP, pois as companhias são distribuidoras e não refinadoras.


Direito do consumidor quanto às sobras

O consumidor tem direito (Lei nº 8206/93) de obter também de sua companhia fornecedora o ressarcimento do gás que não consumiu, ou seja, os cilindros devem ser pesados preferencialmente no local da entrega, tendo assim melhor controle das sobras do gás. Este ressarcimento é somente referente ao cilindro de 45kg, pois o botijão de 13kg é subsidiado pelo governo.


Cilindros devem exibir marca do seu fornecedor

Os cilindros são entregues com a marca BUTANO impressa em alto relevo, de acordo com Decrete Lei nº 9279 de 14/05/96, Portaria Minfra nº 843/90, que impede o engarrafamento de cilindros de outras marcas sob pena de graves sanções, portanto os condomínios devem recusar cilindros que não estejam com a marca do seu fornecedor.

Possuimos balanças mecânicas devidamente reguladas e lacradas pelo INMETRO, com as quais fazemos a pesagem dos cilindros antes de entrega-los. As sobras dos cilindros retirados serão abatidas na fatura seguinte ou na entrega do dia.


Como utilizar adequadamente o gás no condomínio

O desempenho adequado dos equipamentos de consumo de gás, além de sua integridade e perfeito funcionamento, dependem diretamente do trabalho e dimensionamento correto da central deGLP. Supomos que na central do prédio estão alojados 16 cilindros P-45, ou seja, baterias de 8x8 (8 cilindros em funcionamento de cada vez). Há casos, porém, em que são utilizados uma quantidade menor de cilindros abertos, de 4 em 4 ou até de 5 a cada vez.

Tem sido notório esse acontecimento, muitos acham que usando-se dessa forma estarão economizando. Essa é uma forma errônea de uso, pois na ocasião da construção de um prédio residencial, o engenheiro responsável faz o dimensionamento da central de gás conforme os equipamentos de consumo, portanto, a bateria necessária de cilindros, será determinada pela quantidade de equipamentos. Esse dimensionamento é previamente calculado para que, caso a temperatura ambiente eleve (verão) ou abaixe (inverno) o aproveitamento do gás será bem maior, evitando assim aborrecimentos do cong elamento de gás e outros.

É por isso que insistimos em recomendar que utilizem todos os cilindros abertos de um lado da central enquanto o outro lado permanecerá com os cilindros fechados e de reserva. Assim a vaporização do GLP será adequada com melhor aproveitamento.